Preços de produtos alimentícios seguem em alta e puxam inflação

Escrito por em 01/12/2020

Os preços dos produtos da ‘cesta da pandemia’, elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado, a Fecomercio, continuaram em alta no mês de novembro.

No acumulado de janeiro a novembro, a inflação dessa cesta, apresentou um índice de 11,43%. A alta de preços vem sendo puxada, principalmente, pelo grupo de alimentação e bebidas, com alta de 23,56% no período. Outras informações com o repórter Emerson Luiz.

Para a APAS, entre os principais motivos para este cenário, está o dólar alto, que impacta diretamente nos custos de produção e motivam o produtor a buscar o mercado externo. Até por esses motivos, o relatório projeta novas altas de preços para os próximos meses.

Já a Fecomercio, relata também, que o ‘Custo de Vida por Classe Social’ na região metropolitana de São Paulo segue em alta. Apenas em outubro, houve a elevação de 1,11%, a maior registrada em um mês nos últimos 12 meses.

Crédito: Roberto Parizotti/FotosPublicas


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]