Prefeitura estuda solução para manter profissionais fazendo a segurança nas UPAs

Escrito por em 12/04/2021

Uma reunião entre a prefeitura, o sindicato dos trabalhadores da segurança das Unidades de Saúde do Município e a empresa 3S, prestadora do serviço, definiu na última sexta-feira (9) que a empresa e a prefeitura devem rescindir o contrato de prestação de serviço. A 3S alega não ter condições de arcar com os pagamentos dos funcionários. A prefeitura estuda uma solução para manter os profissionais fazendo a segurança das UPAs enquanto não realiza outro processo licitatório para contratar uma nova empresa de segurança terceirizada. O vereador Junior Rodrigues participou das reuniões entre as partes e explica como fica a situação dos seguranças das UPAs.

As partes acordaram que a empresa encaminhará toda a documentação necessária para a rescisão do contrato e o pagamento atrasado será feito pela Prefeitura.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]