Prefeitura faz 8 autuações por descumprimento do decreto da pandemia no feriado prolongado

Escrito por em 07/06/2021

A prefeitura de Bauru registrou oito autuações por descumprimento do decreto com regras para o controle da pandemia da Covid-19 em Bauru neste fim de semana prolongado. Os canais de denúncia da prefeitura receberam entre os dias 2 e 6 de junho, cerca de 110 denúncias sobre possíveis descumprimentos do decreto.

Entre essas autuações, duas são relativas a festas clandestinas, sendo uma na sexta-feira (4), no período da noite, na região do Parque Val de Palmas, e outra no sábado (6), no período da noite, no Parque Santa Cândida. A fiscalização ainda fez 12 orientações por escrito, e outras 23 orientações verbais a moradores ou proprietários de estabelecimentos.

A fiscalização foi realizada em conjunto entre a Secretaria de Saúde, Secretaria de Planejamento (Seplan) e a Polícia Militar (PM) com a atividade delegada, para coibir irregularidades no feriado prolongado e fim de semana.

Fiscalização em festa clandestina no Val de Palmas – Crédito: Prefeitura de Bauru/Divulgação


Opnião dos Leitores
  1. Genivalter d souza   Em   08/06/2021 em 07:30

    Bom dia, se houver um trabalho efetivo da prefeitura seria muito mais que apenas 8, seria no mínimo 80 num fim de semana desse com feriado, realmente parte da população não colabora, então o poder público tem que agir com rigor, não fazem uma campanha de conscientização sequer, em nem um meio de comunicação, a prefeita como jornalista deveria saber do poder da informação , mas pelo jeito não tem interesse, falar em Facebook somente não adianta! Bora fazer um forte trabalho nas fiscalizações, convida a imprensa para divulgar, assim talvez diminua essas aglomerações!

  2. Jose gomes   Em   08/06/2021 em 07:47

    BOM DIA ,SEM QUERER OFENDER NINGUEM mais ja tivemos várias medidas de conscientização, estamos vendo todos os dias os meios de comunicação,, a prefeita já falou e fala sobre tudo o que a gente ta cansado de saber que não pode …Eu particularmente acho que não e órgãos publico que vai mudar isso ,são as pessoas que não estão nem ai para a situação,,não da pra culpar o órgão público e a população sendo negligente…..não to defendendo um ou outro ,so estou dizendo que tem q partir da gente tentar se proteger ,não tentar transferir alguma culpa..

  3. Diego Henrique Bonifacio   Em   08/06/2021 em 08:58

    Infelizmente a nossa prefeita tá perdida, ela não sabe nem onde ela tá e nem o que tá fazendo ali.
    Os hospitais de Bauru não tem mais leitos, tem gente na fila na espera por um leito morrendo!!!
    Nos UPA não tem médico, você sai pra rua e tá tudo aberto , supermercado entrando a família toda, comércio cada vez mais lotado, igrejas lotadas, bares cheios, e qual o resultado disso tudo ?? Muita contaminação, hospitais lotados e não temos leitos mais pra ninguém…..
    As coisas só estão piorando e a prefeita não faz nada, só fica postando bobagens na Internet..

  4. Ricardo   Em   08/06/2021 em 09:10

    E a coerência? Quer dizer que COVID só transmite até as 22 hs , e se todo mundo estiver sentado não transmite ? E as festas de autoridades que rolam até as 6:00 AM? E os transportes públicos LOTADOS? 1.5m de distância? Ahhnn? Hipocrisia, a gente vê por aqui. As leis só funcionam pros mais fracos, sempre! Bares lotados, pessoas de pé ou até mesmo sem cumprir o distanciamento social isso ninguém vê!

  5. PatriciaPrearo   Em   08/06/2021 em 09:43

    Aqui no vale do Igapó 😔 tava uma loucura de cheio.. cadê a fiscalização??? Vamos trabalhar gente…

  6. Wallace   Em   08/06/2021 em 11:47

    Teria que prolongar mais, pois está tendo vários forros em bauru e com muitas pessoas agromeradas . Inclusive já ouvi dizer que está com covid mas nunca irá deixar de frequentar os forrós. A frase foi a seguinte, eu sei que peguei covid mais nunca deixarei de ir nos meus forros. Quer dizer não pensa nela muito menos nós outros, está certo isso. Acorda prefeita Suellen, não queremos fechar de novo nosso ganha pao por conta de certas pessoas.

  7. Katia   Em   08/06/2021 em 15:20

    O vale do igapó é uma briga de jurisdição. Briga de quem pode ou não fiscalizar, aí não tem fiscalização 😉

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]