Prévia do cálculo atuarial de 2021 apontou déficit de R$ 323 MILHÕES na Funprev

Escrito por em 14/02/2022

A audiência pública realizada na Câmara Municipal na última sexta-feira, para discutir a redução do teto de isenção da contribuição previdenciária, deixou no ar mais dúvidas do que soluções.

De acordo com o presidente da Funprev (Fundação de Previdência dos Servidores Municipais de Bauru), Donizete do Carmo dos Santos, o projeto de lei foi retirado da Câmara, pela prefeita Suéllen Rosim, após o recebimento da prévia do cálculo atuarial de 2021, no último dia 9, que apontou um deficit, de 323 MILHÕES DE REAIS.

O advogado do sindicato, José Francisco Martins, afirmou que a categoria não pode ser a única a responder pelo deficit, apontando uma informação da própria Funprev de que a prefeitura deixou de repassar recursos quando da migração de aposentados do extinto Seprem, que atualizados somariam 2 BILHÕES DE REAIS.

Basicamente, o cálculo atuarial determina o risco e o retorno no segmento financeiro para os próximos anos. Além dessa discussão, a prefeitura de Bauru tem até o mês de março, para renovar o Certificado de Regularidade Previdenciária, junto ao governo federal.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]