Quase 900 reeducandos não retornaram da saidinha de Natal

Escrito por em 10/01/2021

Dos 33.563 presos que deixaram as unidades prisionais do Estado de São Paulo, para a ‘saidinha de Natal’, 885 sentenciados não retornaram. O número representa 2,64% do total de reeducandos que deveriam ter retornado no dia 5 de janeiro.

Antes da liberação dos reeducandos, o Ministério Público de São Paulo enviou ofício às autoridades do governo estadual, pedindo explicações sobre a saída temporária dos presidiários para as festas de fim de ano, em razão do agravamento da pandemia do novo coronavírus. Cópias do documento, foram encaminhadas à SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) e ao corregedor-geral de Justiça de São Paulo.

No sábado, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Penitenciário do Estado, o SIFUSPESP, divulgou materia informando a suspensão da visitação no Centro de Detenção Provisória(CDP) de São José do Rio Preto, em virtude de um surto de Covid-19 entre os detentos. De acordo com a SAP, a Penitenciária I de Itapetininga também não teve permissão para visitas neste fim de semana, e segundo informações apuradas pelo SIFUSPESP, o motivo é o mesmo de Rio Preto.

De acordo com os números divulgados, 173 detentos das unidades prisionais de Bauru, não retornaram e, são oficialmente, foragidos da justiça.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]