Quase dez mil mulheres foram vítimas de feminicídio nos últimos anos

Por on 20 de setembro de 2018

Quase dez mil mulheres foram vítimas de feminicídio ou tentativas de homicídio por motivos de gênero nos últimos nove anos. A informação é da Central de Atendimento à Mulher. Desde 2009, o número 180 registrou denúncias de morte de mais de três mil mulheres.

Na última década, o pico de registros ocorreu em 2015, ano em que o feminicídio foi incluído no Código Penal brasileiro. Naquele ano, a central recebeu 956 registros de assassinatos de mulheres, contra 69 mortes apontadas no ano anterior.

O número de denúncias, entretanto, está muito aquém das ocorrências de feminicídio. Segundo o Sistema de Informações sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde, só em 2016, cerca de 4.635 mulheres foram mortas por agressões.

A secretária nacional de Mulheres, Andreza Colatto, explica que ainda há subnotificação de denúncias e alerta que muitos casos de assassinato de mulheres poderiam ser evitados. Ela lembra que o Ligue 180 pode ser acionado em todo território nacional e em mais 16 países.

Das agressões denunciadas em ambiente familiar nos últimos anos, quase 60% são físicas e cerca de 30% psicológicas.

De acordo com a chefe do Centro Especializado de Atendimento à Mulher do Distrito Federal, Graciele Reis, a violência doméstica é o crime mais identificado nos relatos de mulheres.

Imagem ilustrativa./ Foto: Reprodução/ Internet


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background