Queda de 20 cm em nível do Batalha afeta distribuição de água

Por on 12 de setembro de 2019

O DAE constatou a redução de pelo menos vinte centímetros no nível da lagoa de captação do rio Batalha. A queda é justificada pela falta de chuvas e calor excessivo dos últimos dias. Desta forma, o DAE solicita à população da região abastecida pelo manancial que economize água e não desperdice. Visando à preservação do manancial, que abastece cerca de 140 mil pessoas, o DAE novamente passa a reduzir a vazão da captação em 20% (480 litros por segundo).

Caso a situação persista e se prolongue, será necessária a redução em 30% do total produzido, ou seja, cerca de 430 litros por segundo. Das três bombas que operam no Batalha/ETA, uma será desligada. Isso significa que os reservatórios vão demorar mais tempo para atingirem o nível ideal e, consequentemente, haverá diminuição na distribuição de água. A participação da população será fundamental para que seja evitado possível racionamento de água. Os consumidores devem utilizar o líquido de maneira adequada e adotar medidas para evitar o desperdício, como, por exemplo, não lavar calçadas e carros, tomar banhos mais curtos e deixar a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba.

Consumidores que não possuem caixa d´água domiciliar podem ficar desabastecidos por mais tempo. O DAE recomenda que cada imóvel tenha reservação com capacidade para atender as necessidades por, no mínimo, 24 horas. Caminhões-pipa serão disponibilizados pela autarquia através do 08007710195, que recebe ligações apenas de telefone, ou 3235-6140 e 3235-6179 para ligações feitas por aparelho celular.

Crédito: Divulgação/DAE


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background