Questões trabalhista e operacional travam transferência da coleta seletiva para cooperativas

Por on 8 de outubro de 2019

Um estudo em andamento na Secretaria do Meio Ambiente, aponta para a transferência do serviço de coleta seletiva de lixo, da Emdurb, para as 4 cooperativas de recicláveis existentes na cidade.

Atualmente, o Município paga à Emdurb, R$158.120,00 mensais, pelas 4 equipes de coleta. Os valores já foram maiores, uma vez que até o final de agosto, eram 6 equipes em operação.

Pelo que a reportagem apurou, alguns assuntos ainda estão sendo discutidos entre as partes, entre eles, as questões, trabalhista e operacional, uma vez que serão necessários caminhões e EPI´s para a realização dos serviços.

Em meados de setembro, o prefeito Clodoaldo Gazzetta assinou autorização para um contrato entre Município e a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis. Esse contrato prevê que toda a operação dos oito Ecopontos da cidade, passa a ser de responsabilidade da Associação de Catadores.

Foto: undacaoverde.org.br


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background