Renovar é atitude

Por on 18 de outubro de 2018

É muito comum relacionar a renovação em uma Entidade, na empresa, enfim nas diversas áreas da sociedade, com pessoas novas ou mais jovens. De fato isso pode ser verdadeiro em parte. A prática tem indicado que renovar é uma questão de atitude.

Isso está diretamente ligado à capacidade que cada um de nós tem de estar aberto às mudanças, de se reinventar, enfim de se tornar novo “novamente”. Neste contexto podemos nos deparar com gente jovem agindo como se fossem “velhos” e gente “velha” agindo como se fossem jovens.

Afinal o que é ter atitude? É canalizar esforços, energia, para fazer o que tem que ser feito e praticar a liderança em sua plenitude. Quem lidera tem ao seu lado os melhores quadros e pessoas dispostas a traçarem objetivos e trabalharem para que estes objetivos sejam alcançados.

A velocidade com que as coisas estão mudando tem exigido de cada um nós capacidade de entender o desafio e, ao interpretá-lo, impactá-lo em nossas organizações e fazer com que todos os envolvidos estejam imbuídos dos mesmos propósitos. É que podemos denominar de operar em sistema abertos em que a soma de dois mais dois resulta em mais do que quatro, podendo chegar ao infinito.

Para exemplificar tudo isso, observem a verdadeira revolução que vem ocorrendo na forma de o consumidor adquirir bens e serviços. Deixaram de ser passivos e buscam o que se denomina modernamente “experiência de consumo”.
Estamos falando que os mais velozes ultrapassam os mais lentos, em vez da velha prática de que os maiores engolirem os menores. É aplicar a energia na dose adequada e na direção certa para que os resultados sejam alcançados.

Ainda exemplificando o mercado de consumo, se pudéssemos classificar este seu novo momento, tanto do lado da oferta como do lado da demanda, diríamos que há aqueles que ainda operam no mundo analógico e os que operam digitalmente há muito tempo.

O desafio moderno é trazer estes dois mundos para a mesma pauta, permitindo que, todos entendam as mudanças, e partir do adequado diagnóstico, sejam capazes de imprimir a adequada velocidade. Mais do que uma tendência, é questão de sobrevivência.
Observem que tudo isso passa pela renovação. São novos propósitos, são novas formas de administrar seus negócios e as Entidades constituídas precisam estar abertas ao novo, mesmo atuando há muitos anos.

Quando praticamos esta capacidade de nos reinventar, tudo fica mais fácil, pois estaremos abertos às novas tecnologias, passaremos a entender os novos comportamentos e efetivamente transformaremos o mundo dos negócios, as relações comerciais e institucionais em novas experiências.

A reinvenção nos faz aceitar novos e importantes desafios e o novo chega, mas chega mais forte, porque é capaz de aliar a energia que ele representa com a experiência necessária para dosar a velocidade.
Mais do que discurso é preciso ter uma nova forma de agir, por isso, que renovar é questão de atitude.

Marcado como

Comentários
  1. Maria Gomes da Silva   EM   18 de outubro de 2018 at 13:43

    Boa tarde Reinaldo cafeo, ouvindo ontem sua matéria plano de previdência, tenho um plano pela cx PGBL, acho que é esse ,pra quem paga imposto de renda, troquei na época que veio uma carta pra mim trocar , só que nunca paguei imposto de renda,vi na cx para mudar para o VGBL, e disseram que não dar pra mudar, eu teria que sacar tudo pra depois mudar só que aí vou perder muito, é certo.

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background