Rihanna ocupa lugar no mercado onde é capaz de dizer não para oportunidades irrecusáveis

Por on 4 de janeiro de 2019

FONTE: POPLINE

Rihanna chegou a um patamar no qual pode dizer não para oportunidades que seriam grandes conquistas para a maioria dos artistas. Sem lançar álbum e fazer turnê desde 2016, a cantora pode dizer que música não é mais seu ganha pão principal. De acordo com a revista Forbes, a fortuna estimada de Rihanna era de US$ 210 milhões no ano passado. Ela tem faturado alto com sua linha de maquiagens e de lingeries, fora outros produtos licenciados. A estabilidade financeira faz com que a cantora escolha muito bem com quais projetos se envolve. Basicamente, ela só faz o que quer.

Em março de 2017, Rihanna declinou o convite para cantar em uma festa de gala do Festival de Cinema de Cannes, na França, deixando o palco para Bruno Mars. Segundo o site The Hollywood Reporter, a decisão foi estratégica: Riri queria ser vista pela comunidade cinematográfica mais como atriz do que como cantora. Ela tinha dois filmes para lançar, “Valerian e a Cidade dos Mil Planetas” e “Oito Mulheres e um Segredo”. No ano seguinte, no entanto, Riri já estava em outra e recusou a proposta para integrar o elenco do filme musical “Cats”, adaptado do espetáculo teatral multipremiado na Broadway e no West End. Segundo o site Den Of Geek, a musa de Barbados conversou com o estúdio Universal, mas não aceitou o trabalho por “conflitos de agenda”. A produção começou no fim do ano no Reino Unido. O elenco ficou fechado com Idris Elba, Judi Dench, James Corden, Taylor Swift, Jennifer Hudson, Rebel Wilson, Ian McKellen e Jason Derulo, entre outros.

Outra grande oportunidade surgiu em 2018: cantar no próximo intervalo do Super Bowl. Mas a US Weekly revelou que Rihanna disse não para a NFL quando foi convidada. A popstar, que já havia estrelado uma publicidade do evento em 2016, decidiu se posicionar contra a liga de futebol americano em apoio ao jogador Colin Kaepernick, banido depois de ter protestado contra a brutalidade e desigualdade racial nos Estados Unidos, negando-se a ficar de pé para o hino nacional antes de um jogo. Cantar no Super Bowl impacta positivamente a carreira de qualquer artista, porque se trata da maior audiência da TV americana, mas Rihanna preferiu manter-se firma em seus valores e convicções.

Marcado como

Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background