Satélite aponta mancha gigante de óleo a 54km da costa da Bahia

Por on 30 de outubro de 2019

Fonte: Portal G1

Imagem mostra vazamento de óleo em formato de meia lua com 55 km de extensão — Foto: Reprodução G1/ Divulgação/Lapis

O Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélite (Lapis) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) identificou um padrão característico de manchas de óleo no oceano que pode explicar a poluição que acomete o litoral do Nordeste. Segundo o pesquisador Humberto Barbosa, as imagens de satélite mostram que há um grande vazamento de óleo abaixo da superfície do mar, na região sul da Bahia com 55 km de extensão e 6 km de largura, a uma distância de 54 km da Costa do Nordeste.

“Ontem tivemos um grande impacto, pois pela primeira vez, encontramos uma assinatura espacial diferenciada. ela mostra que a origem do vazamento pode estar ocorrendo abaixo da superfície do mar. Com isso, levantamos a hipótese de que a poluição pode ter sido causada por um grande vazamento em minas de petróleo, ou pela sua localização, pode ter ocorrido até mesmo na região do pré-sal”, diz o pesquisador.

Toda a região que foi analisada pelo pesquisador nas imagens está perto de áreas de exploração de petróleo, conforme mapeamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background