Situação da cava do Jardim Mendonça será discutida em audiência pública

Escrito por em 01/07/2022

Secretaria do Meio Ambiente pretende publicar neste semestre, chamamento público para empresas interessadas no recebimento de resíduos da construção civil.
Atualmente, o material é depositado na cava do Jardim Mendonça, em um terreno pertencente à Cohab e que foi cedido à Asten. O local não possui licença ambiental da Cetesb, o que motivou a aplicação de uma multa à prefeitura, no final do mês de maio.
Presidente da Comissão do Meio Ambiente da Câmara, Eduardo Borgo, afirmou que pretende convocar uma audiência pública com todos os envolvidos, para discussão do tema.

Coronel Meira lembrou que desde o início da utilização da cava do Jardim Mendonça, em nenhum momento foi separado o material ali depositado. Segundo o vereador, o resíduo acumulado no local, levaria três anos para recuperação do passivo ambiental.

Já o presidente do legislativo, Marcos de Souza, lembrou das promessas feitas quando da cessão do lugar. Marquinho se mostrou favorável a utilização do material devidamente preparado, no combate às erosões da cidade.

Inicialmente, o chamamento será para contratação de empresa para recebimento, triagem e entrega do material EM PONTO DETERMINADO PELA PREFEITURA, por seis meses. A reportagem apura a informação de que o Jurídico da prefeitura defende a interdição IMEDIATA da cava do Jardim Mendonça.

 


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]