Superlotação será desafio nas escolas após Estado anunciar retorno presencial para 100% dos alunos

Escrito por em 13/10/2021

A partir da próxima segunda-feira (18), as aulas presenciais voltam a ser obrigatórias na rede pública e privada do estado de São Paulo.

Dados da Secretaria da Educação do Estado apontam que, somente na rede pública, cerca de 3,5 milhões de estudantes, espalhados em mais de cinco mil escolas, só poderão deixar de frequentar as escolas mediante apresentação de justificativa médica.

Ainda de acordo com a secretaria, o distanciamento entre as carteiras será inicialmente mantido, mas vai deixar de ser exigido a partir do dia 3 de novembro.

Em entrevista à 94FM, o coordenador da subsede da APEOESP (sindicato dos professores do estado de SP) de Bauru, Marcos Chagas, disse que o retorno obrigatório para 100% dos alunos em sala de aula ainda é prematuro. Além dos adolescentes não estarem com a imunização completa, o governo do Estado não criou condições para que as escolas públicas deixassem de ofertar aulas em espaços superlotados. Segundo ele, o retorno é uma afronta aos esforços feitos até o momento para controlar a pandemia e um recado de “liberou geral” do Estado para população.

O uso de máscara permanece obrigatório para todos, assim como a utilização de álcool em gel nas escolas e equipamentos de proteção individual por parte de professores e demais funcionários.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]