Suspensão do repasse da cota patronal à Funprev preocupa o comando do órgão

Por on 5 de junho de 2020

A publicação da Lei Complementar 173, permitindo a suspensão do repasse da cota patronal pela prefeitura, à Funprev, preocupa o comando do órgão previdenciário e o sindicato da categoria.
Para que seja suspenso o repasse, há a necessidade de aprovação de uma Lei Municipal tratando sobre o assunto.
Na apresentação dos resultados do município no primeiro quadrimestre, feita aos vereadores no final do mês passado, o Secretário de Finanças, Everson Demarchi, disse que, caso seja necessário, a prefeitura poderá solicitar a suspensão desse repasse.

O presidente da Funprev, Gilson Gimenes Campos, afirma que, se a prefeitura adotar essa medida, os valores poderão chegar a 40 MILHÕES DE REAIS até o final do ano.

Já o diretor do Sindicato dos Servidores, Valdecir Rosa, afirma que essa medida é muito preocupante e, aguarda a divulgação das despesas do governo municipal no combate ao Coronavírus.

Pela Lei Complementar, ficam suspensos os pagamentos dos refinanciamentos de dívidas dos Municípios com a Previdência Social com vencimento entre 1º de março e 31 de dezembro de 2020, desde que tenha lei aprovada pela Câmara. Atualmente, a Funprev possui 3.700 beneficiários entre aposentados e pensionistas, que recebem mensalmente, cerca de 17 MILHÕES DE REAIS.


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background