Suspensão do repasse da Prefeitura à Funprev preocupa servidores

Escrito por em 09/11/2020

A suspensão do repasse da cota patronal pela Pefeitura, à Funprev, por conta das dificuldades financeiras causadas pela Covid-19, ainda preocupa a direção da Funprev (Fundação da Previdência dos Servidores Municipais de Bauru), que aguarda a aprovação dos dois projetos encaminhados à Câmara, para que a situação seja regularizada conforme prevê a Lei Complementar 173, emitida pelo governo federal.
Os projetos autorizam a suspensão do recolhimento das contribuições previdenciárias patronais e o pagamento do Termo de Acordo de parcelamento, já negociado entre a Prefeitura e a Fundação. A somatória dos dois projetos, gira em torno de 26 MILHÕES DE REAIS.
Para o presidente da Funprev, Gilson Gimenes Campos, os juros e a correção momentária impostos pela legislação, são melhores que as oferecidas pelo mercado financeiro.

A taxa de juros a ser paga pela prefeitura à Funprev, de 1% mais o IPCA, é definida pela legislação federal.
A proposta em tramitação na Câmara, pretende parcelar os valores em aberto, pelos próximos 60 MESES, a partir de Janeiro do ano que vem.

Tags:

Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]