Terceirizada dos Correios é alvo de reclamações por atraso nos pagamentos dos funcionários

Escrito por em 05/10/2020

Mesmo tendo vários contratos de prestação de serviços com os Correios, a empresa MG Terceirização de Serviços, sediada em São Leopoldo (RS), vem sendo alvo de constantes reclamações de trabalhadores e ex-funcionários, sobre o cumprimento dos direitos trabalhistas.

Entre os contratos firmados, existem os de prestação de serviços de apoio aos centros de tratamento e terminais de carga. No interior do Estado, além do trabalho desenvolvido em Bauru, há também um centro de tratamento em Indaiatuba. No início de julho, os trabalhadores da MG em Indaiatuba cruzaram os braços por conta de situação idêntica a ocorrida em Bauru.

Entre as constantes reclamações recebidas pela redação, estão a de atraso no pagamento dos salários, dos tickets de alimentação e até mesmo do vale transporte, além da falta de realização de exames médicos, entre outras.
Mais informações na reportagem de Emerson Luiz.

A reportagem da 94 procurou a representante da MG em Bauru, que ainda não se posicionou. Também entrou em contato com a empresa em São Leopoldo, que não respondeu. Já o sindicato da categoria não foi localizada para comentar o assunto.

A 94 procurou os Correios, que, em nota, informou que “Os Correios estão efetuando, de forma regular, os pagamentos à empresa terceirizada e possuem profissionais designados para a fiscalização do contrato, que acompanham sua execução. Caso seja identificada alguma irregularidade contratual, o fiscal procede com os devidos registros para análise e aplicação das sanções administrativas cabíveis.
A terceirizada é obrigada a apresentar aos Correios os documentos conforme prazos estipulados no instrumento contratual. Caso não apresente, os Correios procedem com as penalidades previstas no mesmo instrumento.
Esclarecemos, no entanto, que os Correios não participam diretamente nos processos internos da contratada. Para os Correios, são apresentados os documentos exigidos no instrumento contratual”.


Opnião dos Leitores
  1. Antonio Ronald de Lima   Em   14/11/2020 em 10:02

    MG está dando um golpe não nos Correios,mas nos trabalhadores,que por sua vez não tem como fazer nada,por se tratar de uma Empresa no Rio Grande do Sul.
    E pior ninguém, da uma posição para nós funcionários.

  2. Simone   Em   28/11/2020 em 18:08

    Deve ser em todos os estados quem tem essa terceirizada, pq aqui em São José dos Campos/São Paulo é a mesma situação, funcionários sem receber salários desde outubro, foram demitidos sem serem informados com um documento e nem rescisão receberam.
    O pior de tudo os Correios não querem nem saber, não dão se quer um apoio aos funcionários.
    Precisa URGENTEMENTE de uma fiscalização nessa empresa.

  3. Mirian Machado   Em   18/03/2021 em 16:48

    Sem contar que a rescisão do dia 30/13/2020
    Fgts
    Inss
    Pis
    Nada foi depositado.
    Agora para onde foi esse dinheiro?
    Trabalhar honesto nesse país é osso😢

  4. barbara baptista chitolina   Em   14/10/2021 em 08:17

    ATENÇÃO GOSTARIA DE DA ATENÇÃO DE TODOS …… MEU NOME É BARBARA SOU DE SÃO GABRIEL RS E MINHA VÓ É APOSENTADA FEDERAL DOS CORREIOS E CORTARAM A SUA APOSENTADORIA DEVIDO A ERROS ESTA EMPRESA TERCERIZADA E ENTRAMOS NA JUSTIÇA. CONVIDO A TODOS OS INTERESSADOS QUE ESTIVEREM DE ACORDO A DAR MAIS APOIO A ESTE PROCESSO PARA SEJA TOMADA POR VIA JUDICIAL A REGULARIZAÇÃO, A INDENIZAÇÃO POR TODOS OS DANOS CAUSADOS. O TELEFONE DE CONTATO DESDE JÁ DEIXO A DISPOSIÇÃO A TODOS 55 996727348 . O ADVOGADO QUE ESTA NESTA CAUSA PRECISA DA AJUDA DE TODOS POIS FORÇA MAIOR AJUADARAO PARA QUE O MAIS BREVE POSSIVEL SEJA RESOLVIDO O PROBLEMA. OBRIGADA A TODOS.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]