Três anos após rebelião, CPP 3 de Bauru segue com futuro indefinido

Escrito por em 24/01/2020

Esta sexta-feira (24) marca o terceiro ano da rebelião no Centro de Progressão Penitenciária 3 de Bauru, o antigo IPA. À época, 152 detentos fugiram, de acordo com números divulgados pela Secretaria de Administração Penitenciária.

Conforme a 94 noticiou à época, o incidente começou após um agente penitenciário repreender um detento que estava utilizando um celular.

Embora a capacidade da unidade prisional era de 1.124 presos do regime semiaberto, o local abrigava no dia da rebelião, 1.427 detentos.

Três anos depois da rebelião, o futuro da unidade ainda está em aberto. Existem setores que pedem o fechamento do CPP 3, deixando o clima entre os funcionários, de apreensão.

Como ainda não foi feita toda a reforma do prédio, atualmente, o Centro de Progressão Penitenciária “Prof. Noé de Azevedo”, em Bauru, abriga 204 detentos em regime semiaberto, de acordo com informações da Secretaria de Administração Penitenciária.

Foto: Reprodução/TV TEM


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]