UM NOVO TEMPO NO FUTEBOL INTERIORANO

Por on 15 de outubro de 2018

Os Clubes do Interior Paulista vêm enfrentando uma nova realidade no contexto do futebol brasileiro. Nossa referência mais próxima é naturalmente o E.C. Noroeste.

Acompanhamos há vários anos a trajetória do Noroeste e fomos constatando ao longo de sua história os altos e baixos e as grandes dificuldades para superá-las.

Concentrando nossa análise no futebol paulista fica mais fácil observar o desempenho e a realidade dos clubes do Interior. Muitos brilharam em determinados momentos, alguns até com méritos e em várias participações.

Foram equipes que surgiram desde os anos 40 e muitas vêm até hoje lutando bravamente pelo seu espaço. O Noroeste é um exemplo clássico do que estamos falando. Claro que outras tantas agremiações foram desaparecendo do cenário esportivo paulista e brasileiro.

É preciso cair na real. O mundo mudou e o futebol também. Hoje para levar adiante um clube é preciso muito dinheiro. As equipes interioranas sofrem bastante com os desafios a sua frente.

As torcidas, os desportistas que gostam do futebol, que têm aquele amor pelo seu time, sua cidade, sua região, percebem que o momento é de transformação e de uma nova realidade.

Vamos tomar os exemplos de duas equipes que foram brilhantes em sua história. E, por coincidência, duas equipes de Ribeirão Preto. O Botafogo e o Comercial.

Neste final de semana passado as torcidas desses lendários clubes se emocionaram e sentiram o que é realmente torcer e vibrar com sua equipe do coração.

E notem que foram coisas simples. Vitórias modestas, mas atualmente o que é possível conquistar. O Botafogo, a Pantera da Mogiana, levou 24 mil torcedores ao Estádio Santa Cruz, que comemoraram o retorno à Série B do Brasileiro. Os torcedores saíram em caravana pela cidade.

E tem mais. O rival Comercial levou enorme torcida para Palma Travassos para comemorar a volta à Série C do Campeonato Paulista. Imagine só. Uma festa, porque finalmente deixou a Segundona!

É uma maneira muito autêntica e verdadeira, no contexto do atual quadro do nosso futebol. E por que não?

O Noroeste já disputou a Série A e B do Brasileirão, já foi campeão duas vezes da Copa Paulista, já chegou entre os quatro primeiros do Paulistão por mais de uma vez, já foi campeão paulista da Segunda e da Terceira divisões.

Hoje está na Série A3, onde o Comercial acaba de desembarcar, com festas e alegria. E assim muitos outros “Noroestes” estão conquistando o que é possível. Repito. É uma mudança de comportamento. Uma nova realidade. E por que não?

Marcado como

Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background