Valor do vale-alimentação não foi o único motivo para greve na Emdurb

Escrito por em 29/07/2022

Trabalhadores da Emdurb compareceram em bom número na audiência pública realizada na tarde desta quinta-feira, para discutir a situação financeira da empresa municipal.

Logo no início da reunião, foi aberta a palavra a um dos trabalhadores da coleta, que falou sobre a paralisação, expondo que a greve não foi motivada apenas pelo valor do vale-alimentação, mas também, buscando condições de trabalho.

O advogado do sindicato, José Francisco Martins apresentou a proposta aprovada pelos trabalhadores, para análise da empresa e da prefeita Suéllen Rosim, que pode colocar fim a greve dos trabalhadores.

O presidente da Emdurb, Everson Demarchi confirmou ter solicitado pedido de realinhamento em abril deste ano, para R$ 225,00 a tonelada de lixo por conta do aumento dos insumos, citando óleo diesel e pedágio.

Diretor da Secretaria do Meio Ambiente, Sidnei Rodrigues, lembrou que o atual contrato de coleta de lixo da Emdurb, termina em outubro e, a Secretaria trabalha para a assinatura de um novo contrato, com valores reais de mercado.

Ao final da reunião, o vereador Eduardo Borgo, que preside a Comissão de Meio Ambiente da Câmara, afirmou que uma reunião com a prefeita Suéllen Rosim, deve ser agendada para esta sexta-feira, para apresentação da proposta.


Opnião dos Leitores
  1. Angela Cely   Em   31/07/2022 em 20:24

    Quando o munícipe tiver que pagar as taxas de lixo por peso a uma empresa privada, vai ter saudades do serviço prestado hoje.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]