VAR VOLTA A COMPLICAR

Por on 19 de agosto de 2019

A sequência de erros e equívocos do VAR vêm a cada jogo desfigurando o futebol. Pode estar dando certo em outros países, mas, sinceramente, aqui no Brasil só tem atrapalhado e desmotivado a todos.

Trata-se um “bis in idem”, o mesmo do mesmo. Agora são dois árbitros a decidir o que foi e o que não foi correto, o que é e o que não é, e vai por aí… Haja paciência!

Os bandeirinhas viraram fantoches, os auxiliares do VAR mais complicam do que esclarecem, o árbitro de campo está inseguro, virou refém do árbitro de vídeo… Tudo isso misturado e desastroso.

Decisão mesmo não existe. Trata-se uma pantomima. Este final de semana teve, pelo menos três encenações diferentes. As três com decisões erradas!

No Rio de Janeiro o Fluminense foi derrotado pelo CSA de Alagoas. O time carioca jogou mais, finalizou mais e merecia mais. No entanto um lindo chapeuzinho de Ganso no adversário, acabou se transformando no gol da vitória do CSA.

Aqui nem árbitro de campo, nem do VAR, sequer esboçaram qualquer decisão no lance. Foi falta no Ganso e essa falha gritante, claríssima, decidiu o jogo, com 1 x 0 para o CSA.

No jogo do São Paulo frente ao Ceará no Morumbi não foi marcado um pênalti claro cometido pelo goleiro Tiago Volpe do São Paulo, no atacante do Ceará. O VAR não se manifestou e muito menos o juizão do jogo. O time nordestino poderia ter empatado o jogo.

E para fechar, o Palmeiras no jogo frente ao Grêmio, em Porto Alegre, foi prejudicado pela arbitragem. A inversão do lateral Favorável ao Palmeiras, foi invertido. O Grêmio cobrou e David Braz marcou o gol de empate, no jogo que acabou no 1 x 1.

Não sei até quando vai continuar essa palhaçada!

Crédito: Rodrigo Rodrigues/CBF


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background