Vendas do comércio crescem 0,7% em setembro, 5ª alta seguida

Por on 13 de novembro de 2019

Fonte: Portal G1

As vendas do comércio varejista cresceram 0,7% em setembro, na comparação com o mês anterior, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Foi o quinto resultado positivo consecutivo do setor no ano, com ganho acumulado de 2,4% no período. Trata-se também do melhor resultado para meses de setembro desde 2009 (1,1%).

No acumulado no ano, o avanço chega a 1,3%.

“Com esses resultados, a recuperação em curso, após recuos seguidos em 2015 e 2016, registrou a menor distância em relação ao nível recorde alcançado em outubro de 2014, situando-se 4,7% abaixo desse patamar”, destacou o IBGE.

O IBGE revisou os resultados do comércio. Em agosto, a alta foi de 0,2%, e não de 0,1% como divulgado anteriormente. Em julho, a alta foi revisada de 0,5% para 0,7%. Já o resultado de maio, que a princípio foi de estabilidade (0%) foi de um alta de 0,2%.

Na comparação com setembro de 2018, as vendas do varejo cresceram 2,1% – sexta taxa positiva seguida.

Em 12 meses, a alta passou de 1,4% em agosto para 1,5% em setembro, o que mostra uma “estabilidade” no ritmo de recuperação das vendas, segundo o IBGE. O resultado em 12 meses, entretanto, segue abaixo do patamar registrado em setembro do ano passado, quando acumulava alta de 2,8%.

7 das 8 atividades cresceram em setembro
Segundo o IBGE, 7 das 8 atividades pesquisadas tiveram alta no volume de vendas em setembro.

As maiores altas ocorreram nos segmentos de “Móveis e eletrodomésticos” (5,2%), “Tecidos, vestuário e calçados” (3,3%), “Outros artigos de uso pessoal e doméstico” (1,8%) e “Combustíveis e lubrificantes (1,2%)”.

Veja o desempenho de cada segmento em setembro:

Combustíveis e lubrificantes: 1,23%
Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo: 0,2%
Tecidos, vestuário e calçados: 3,3%
Móveis e eletrodomésticos: 5,2%
Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria: 0,5%
Livros, jornais, revistas e papelaria: 0,2%
Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação: -2%
Outros artigos de uso pessoal e doméstico: 1,8%
Veículos, motos, partes e peças: 1,2% (varejo ampliado)
Material de construção: 1,5% (varejo ampliado)

Já o comércio varejista ampliado, que inclui veículos automotivos e material de construção, registrou alta de 0,9% na passagem de agosto para setembro. Com isso, cresceu 3,6% no indicador acumulado no ano e 3,8% em 12 meses até setembro.

Marcado como

Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background