Venezuela diz que Salles é tendencioso ao culpar o país pelo óleo nas praias brasileiras

Por on 10 de outubro de 2019

O governo de Nicolás Maduro afirmou, nesta quinta-feira (10), que o ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, foi “tendencioso” ao dizer que a Venezuela é responsável pelo petróleo que atingiu praias do Nordeste brasileiro.
Salles declarou, na quarta (9), que as manchas de óleo ‘muito provavelmente’ estão relacionadas a produto do país vizinho, transportado perto da costa brasileira.

Em comunicado divulgado em seu site, a estatal venezuelana de petróleo, PDVSA, afirmou ainda “rechaçar categoricamente” as declarações de Salles. O texto também foi publicado no site do Ministério do Petróleo da Venezuela.

“Condenamos essas afirmações tendenciosas”, diz o texto, observando que as manchas estavam localizadas a cerca de 6.650 km de sua infraestrutura de petróleo.

Em nota, o Ministério do Meio Ambiente, respondeu que “a indicação de origem venezuelana do óleo se baseia em análise técnica laboratorial da Petrobras. A hipótese aventada é que pode ter sido derramado a partir de navios que trafegaram ao longo da costa brasileira, e não necessariamente de campos do governo ditatorial venezuelano”.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que a resposta dada pelo governo Maduro sobre o óleo é “descabida”.

“Porque ela diz que não há vazamento de campos, e a hipótese não é de vazamento de campo, e sim o vazamento de um navio que tenha transportado o óleo venezuelano. Isso pode ter sido abastecido lá. A investigação da Marinha é nesse sentido”, afirmou Salles, também nesta quinta.

No comunicado, a PDVSA afirmou, por sua vez, que não recebeu nenhum relato de clientes ou subsidiárias sobre vazamentos de petróleo perto do Brasil.

Fonte: G1

Foto: Reprodução/G1 BA


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background