Vereador denuncia desestímulo à participação de alunos com Transtorno do Espectro Autista

Escrito por em 26/08/2021

As dificuldades enfrentadas por pais de crianças e jovens com o Transtorno do Espectro Autista em manter os filhos na escola é frequente. O vereador Júnior Rodrigues apresentou na última sessão legislativa o relato de pais que enfrentam esse tipo de dificuldade nas escolas de Bauru.

De acordo com o parlamentar, o município tem 127 professores capacitados para receber alunos com qualquer deficiência, que precisam se dividir com os demais alunos. No entanto, os pais desses alunos relatam ao parlamentar que é comum escolas desestimularem a continuidade desses alunos no ensino tradicional.

Júnior ressalta que essa dinâmica que não apoia, não supre e não acolhe, afasta esses jovens da escola, dificultando o desenvolvimento humano deles.

Pelos princípios constitucionais, nenhuma escola pode recusar a entrada de um aluno por causa de uma deficiência, nem mesmo as da rede privada. Há, inclusive, uma política nacional específica para pessoas com Transtorno do Espectro Austista.


Opnião dos Leitores
  1. Mauricio Goncalves   Em   26/08/2021 em 07:26

    Há comentários de que funcionários das escolas dificultam a matrícula para desestimular os pais, que têm que perder dias de trabalho para ir até o final do processo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]