Vereador Eduardo Borgo critica governo estadual, por descumprimento de ordem judicial de internação

Escrito por em 11/01/2021

O vereador Eduardo Borgo, do PSL, esteve na manhã desta segunda-feira na sede da Diretoria Regional de Saúde.

De posse de uma ordem judicial para a internação de um paciente que aguarda vaga no Pronto Socorro Central, Borgo tentou falar com a Diretora de Saúde, mas não foi recebido.

Depois de relatar por telefone à Polícia Militar, que uma decisão da justiça estava sendo descumprida, o vereador fez durar críticas ao governo do estado em suas redes sociais.

Com a chegada da Polícia Militar, o vereador foi recebido na diretoria de saúde e informado que “quando não há vaga, não tem o que fazer”, mas que esse caso seria atendido e a transferência estava sendo realizada.

Em nota enviada à redação, a Secretaria de Saúde do Estado se manifestou. Segue a nota na íntegra:

Em resposta à reportagem “Vereador Eduardo Borgo critica Governo Estadual por descumprimento de ordem judicial de internação”, publicada pela 94FM em 11 de janeiro de 2021, o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Bauru esclarece que não foi notificado sobre a decisão judicial para a transferência do Sr. Claudio Antonio Pinho. A direção do DRS recebeu o parlamentar e prestou esclarecimentos.

Cabe esclarecer que a Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), sistema online que funciona 24 horas por dia e que verifica vagas disponíveis em hospitais do SUS em SP para as transferências, acompanhou o caso do paciente e já auxiliou na transferência ao Hospital Estadual de Bauru.

A Cross não é responsável por “liberar” ou “criar” vagas, mas sim uma mediadora de pedidos dos serviços de origem. Todo pedido de transferência solicitado no sistema Cross é priorizado conforme o grau de urgência e monitorado profissionais da Central. As transferências requerem também que o paciente tenha estabilidade clínica e ausência de infecções.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]