Vereador preso pede afastamento e Miltinho Sardin assume cadeira na Câmara Municipal

Escrito por em 01/12/2021

Preso preventivamente desde a última segunda-feira (29), o vereador Carlinhos do PS pediu afastamento do cargo até fevereiro de 2022.
A Câmara Municipal recebeu, na tarde de quarta-feira (1º), o pedido de licença não remunerada do vereador, pelo período de 2 meses, alegando motivações particulares.

Sendo assim, a partir da próxima sexta-feira (3), tomará posse do cargo de vereador, o primeiro suplente do PTB, Milton Cesar de Souza Sardin, o Miltinho Sardin, que recebeu 1.446 votos na eleição municipal do ano passado.

Carlinhos do PS e as outras cinco pessoas ligadas a ele, seguem presos na cadeia de Avaí.

Além do crime de “rachadinha”, os seis presos são suspeitos de organização criminosa, corrupção passiva, crime de concussão e corrupção eleitoral.

Ainda na tarde desta quarta-feira, os vereadores Pastor Bira (Podemos), Chiara Ranieri (DEM) e Eduardo Borgo (PSL) foram intimados para prestarem depoimentos.

De acordo com a polícia, esses três vereadores foram chamados porque em discursos na tribuna, durante a última sessão legislativa, teriam falado sobre situações que envolveriam as irregularidades cometidas pelo vereador investigado.
Chiara Ranieri e Pastor Bira já prestaram depoimento, mas os detalhes não foram revelados, já que o caso corre em segredo de Justiça. Já o depoimento de Eduardo Borgo será reagendado, pois o vereador estava em oitivas e também tinha audiência pública para comparecer.

Foto: Reprodução/Câmara Bauru


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]