VÍDEO: estudante é assediada enquanto andava de bicicleta, cai e fica ferida no Paraná

Escrito por em 03/10/2021

Uma estudante de Direito foi assediada por um homem enquanto andava de bicicleta em Palmas, no Estado do Paraná. Ela compartilhou o momento nas redes sociais na última segunda-feira (27).

O vídeo mostra o momento em que um carro se aproxima de Andressa Lustosa. O passageiro passa a mão nas suas partes íntimas, fazendo-a cair da bike. Algumas pessoas que presenciaram a ação ajudaram a jovem a se levantar.

“Infelizmente, foi muito pior do que eu imaginava! Nós mulheres não temos um minutos de paz!! Sai de casa para andar de bicicleta e volto toda machucada pra casa por uma atitude covarde dessas”, escreveu Andressa, que afirmou inda que “todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas”.

Nos stories, Andressa mostrou que sofreu escoriações após o acidente.

O escritório em que a vítima do assédio trabalha, o Loureiro & Lehnhard, publicou na uma nota de repúdio diante dos fatos:

“O escritório de advocacia Loureiro & Lehnhard manifesta publicamente a mais profunda indignação ao lamentável episódio ocorrido no dia 26/09, na cidade de Palmas, contra a colaboradora Andressa Rosa Lustosa.
O ato repugnante e de extrema covardia deixa evidente, mais uma vez, que o sexismo enraizado na sociedade é um problema grave, que põe em risco, diariamente, a vida e a integridade das mulheres, unicamente pelo fato de ser mulher.
A cultura machista deve ser confrontada e rompida para que toda e qualquer forma de violência em razão do gênero seja erradicada. Situações como esta não podem ser vistas como algo normal ou corriqueiro.
Não é brincadeira, nem piada e qualquer tolerância a esses padrões sociais deve ser abolida.
Este assunto deve ser tratado com prioridade pelas instituições e políticas públicas e pela sociedade.
Vale lembrar que a conscientização e o apoio social são fundamentais para que esta triste realidade seja transformada. A luta deve persistir até o momento em que todas as mulheres possam ser elas mesmas, onde quer que estejam, em segurança.
Prestamos nossa solidariedade à vítima e às demais mulheres que diariamente vivenciam situações como essa.
Todas as medidas judiciais e administrativas estão sendo tomadas para que os culpados sejam responsabilizados.”

Fonte: Msn


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]